[views count="1" print="0"]

2º dia de Romaria da Terra e das Águas contou com Via-Sacra pelas ruas

Romaria da Terra e das Águas ao Santuário do Bom Jesus da Lapa, no sábado (6), foi marcada pela realização dos plenarinhos e pela reza da Via-Sacra pelas ruas. 

Facebook
WhatsApp
romaria da terra e das águas (1) (1)

Romaria da Terra e das Águas ao Santuário do Bom Jesus da Lapa, no sábado (6), foi marcada pela realização dos plenarinhos e pela reza da Via-Sacra pelas ruas. 

 

Com o tema “De mãos dadas por justiça socioambiental para salvar a Casa Comum” e  lema “Farei uma nova Aliança com meu povo” (Jeremias, 31,31), a tradicional Via-Sacra pelas ruas próximas ao Santuário do Bom Jesus da Lapa e ao cais do Rio São Francisco fez parte da programação do segundo dia da 47ª Romaria da Terra e das Águas. O momento de oração é, também, um grito de socorro das diversas comunidades e povos originários participantes. Com cruzes e outros símbolos de fé e luta, os romeiros rezaram, fizeram denúncias publicamente e demonstraram união em prol da defesa da terra, da água e do meio ambiente. 

WhatsApp Image 2024 07 06 at 19.36.15 1 1

Entre os participantes estavam representantes de etnias indígenas da Bahia e norte de Minas Gerais, povos quilombolas, comunidades atingidas por barragens, prejudicadas por atividades de mineração e enchentes, bem como pessoas que sofrem ameaças devido à grilagem de terra e disputa de território.

Além dos leigos, estiveram presentes na caminhada de oração, o reitor do Santuário, padre Roque Silva CSsR, o Frei Luciano Bernardi, da Comissão Pastoral da Terra (CPT-BA), que faz parte da organização da Romaria da Terra e das Águas, sacerdotes membros das dioceses organizadoras, assim como professores da Universidade Federal do Oeste da Bahia, de Barreiras.

 

 Romaria da Terra e das Águas realiza plenarinhos 

 

Os plenarinhos da Romaria da Terra e das Águas aconteceram das 8h45 às 12h da manhã. Os participantes se dividiram em diferentes espaços para debater temas importantes para os diversos povos, movimentos e pastorais presentes.

Na Igreja de São José, os participantes discutiram o tema “Terra e Territórios protegidos para salvar a Casa Comum”, tendo como inspiração Nega Pataxó e Mãe Bernadete, mulheres que perderam a vida devido à luta em defesa do território em que viviam.

Já no Centro Dom Muniz, o tema “Fé e Política: Movimento Encantar a Política”, foi inspirado na vereadora do Rio de Janeiro, Mariele Franco, assassinada em 2018. Enquanto isso, na Igreja Bom Jesus dos Navegantes, o tema “Rio São Francisco e outras bacias – “Mudanças climáticas impactam as águas e as comunidades; mas há resistências”, era abordado, tendo como inspirador, Fábio Santana.

20240705 Saida com os pirulitos e Plenarinhos 47a Romaria da Terra e das Aguas Bom Jesus da Lapa Bahia Brasil Thomas Bauer 75
Plenários discutiram temas ligados ao tema geral da Romaria da Terra e das Águas: De mãos dadas por justiça socioambiental em defesa da Casa Comum.

Os plenarinhos também foram pensados para as crianças e jovens participantes da Romaria da Terra e das Águas. No pavilhão da Secretaria Municipal de Educação, inspirados por Isidora Santos e Flávio de Souza, a juventude partilhou o tema “Na diversidade das juventudes, juntos construímos caminhos de justiça e amizade social”. Já na Biblioteca Municipal, as crianças participaram do plenarinho com o tema “Crianças unidas para salvar a casa comum”, inspirado nas crianças do Capão Modesto, comunidade tradicional de Correntina.

Programação de encerramento da Romaria da Terra e das Águas 

A noite de sábado ainda contou com o encerramento da 2ª Feira realizada na 47ª Romaria da Terra e das Águas, às 20h. A programação será finalizada na manhã deste domingo (7), com a Santa Missa logo cedo, às 5h30, seguido pelo ofício de envio – a grande plenária, realizado na Gruta de Nossa Senhora da Soledade, das 8h da manhã às 11h. Este é um dos momentos mais importantes para os participantes, que é onde acontece o envio das comunidades, movimentos e povos presentes, de volta às suas realidades, para dar seguimento às decisões e planejamentos levantados durante os plenarinhos e toda a programação da Romaria.

Com a Romaria da Terra e das Águas, o Santuário encerra a primeira romaria do período de maior visitação à Igreja de Pedra e Luz. Em seguida, vem a principal festa, do Bom Jesus da Lapa, seguida pela Romaria de Nossa Senhora da Soledade e de Nossa Senhora Aparecida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + vinte =

plugins premium WordPress