[views count="1" print="0"]

Missionários Redentoristas e lapenses se despedem do Ir Ivanor Borges CSsR

O corpo do religioso foi velado no Santuário da Lapa, aos pés do Bom Jesus, lugar onde dedicou anos de trabalho e, cumpriu, grande parte, da sua missão evangelizadora.

Facebook
WhatsApp
whatsapp image 2023 02 01 at 22.12.40

A Congregação do Santíssimo Redentor, confrades, familiares e lapenses se despediram com muita dor e pesar do Ir. Ivanor Borges de Oliveira, C.Ss.R. A morte do irmão redentorista, 82 anos, aconteceu no último sábado (28), no Hospital SAMUR, em Vitória da Conquista – BA, em decorrência a complicações causadas por um câncer no estômago.

Segundo boletim médico, Ir. Ivanor estava internado desde o dia 16 de janeiro. Ele passou por um procedimento cirúrgico, porém não progrediu o estado de recuperação, que ocasionou insuficiência respiratória aguda, neoplasia gástrica e choque séptico.

O corpo do religioso foi velado no Santuário da Lapa, aos pés do Bom Jesus, lugar onde dedicou anos de trabalho e, cumpriu, grande parte, da sua missão evangelizadora. A Santa Missa Exequial, celebração dedicada aos falecidos, foi presidida por Dom João Cardoso, bispo da Diocese de Bom Jesus da Lapa. O sepultamento ocorreu na segunda-feira (30) logo após a celebração. Já a Santa Missa de sétimo dia acontecerá no dia 03 de janeiro, às 7h, na Igreja Matriz de São João Batista.

328235543 1657814164636958 5202221775112557192 n
Romeiros, lapenses e religiosos participaram das últimas homenagens ao Ir Ivanor Borges

Em nota, o pe. Roque Silva, Superior Vice-provincial dos Missionários Redentorista da Bahia, agradeceu aos que estiveram ao lado do Irmão Ivanor nos últimos dias de vida e, também, a todos que manifestaram condolências e rezaram pelo seu descanso eterno “agradeço a sua família pelo dom da oferta da vida do Ir. Ivanor Borges para a Congregação Redentorista e para a Igreja”, disse o padre.

Conheça a trajetória de Ir Ivanor Borges

Ivanor Borges de Oliveira nasceu em São João do Meriti-RJ, em 29 de novembro de 1940. Conheceu a Bahia numa experiência pastoral como leigo voluntário, na cidade de Rui Barbosa-BA, onde, depois se estabeleceu, entre os anos 1974 a 1976. Durante esse período mantinha correspondência com o Seminário São Geraldo em Potim-SP para ser Irmão Redentorista na Província de São Paulo.

whatsapp image 2023 02 01 at 22.12.40 1
O religioso era apaixonado pela fotografia.

Nessa experiência pastoral, conheceu, o Pe. Tadeu Mazurkiewicz, mas não sabia que era redentorista. No ano de 1976. foi convidado para trabalhar na romaria do Santuário do Bom Jesus da Lapa, onde ficou encantado com o Santuário e o movimento das romarias. Em 1977 fez o estágio vocacional no Seminário do Santo Afonso, em Aparecida-SP e foi aprovado para ser irmão. Passou a residir no Potim-SP, entre os anos de 1977 a 1979.

No ano de 1980, fez o Noviciado em São João da Boa Vista-SP. Em 1 de fevereiro de 1981, fez sua profissão religiosa temporária e foi transferido para Sacramento-MG. Em agosto daquele ano veio para Bom Jesus da Lapa-BA.

Nos anos 1986, morou na cidade de Uma-BA, cuja comunidade não pode ir adiante com a morte do Pe. Valdemar Galazka. Com isso, retornou para Bom Jesus da Lapa-BA e no dia 22 de fevereiro de 1987 fez sua Profissão Perpétua, no Santuário do Bom Jesus da Lapa.

 Em 1993 a 1996 fez parte da comunidade Redentorista de Senhor do Bonfim-BA. Em 1997 retornou para Bom Jesus da Lapa e ficou pouco tempo. Em faveiro daquele ano, pediu para fazer uma experiência na Comunidade Redentorista da cidade portuguesa do Porto, na Provincia de Lisboa. Ficou lá até setembro de 1998. Após seu retorno, foi transferido para Senhor do Bonfim-BA em 1999 até 2004, quando foi transferido para a equipe do Santuário do Bom Jesus da Lapa.

Entre os anos 2008 a 2014 foi diretor da Fundação e Rádio Bom Jesus-AM e como membro da equipe do Santuário Bom Jesus. Em 2017 foi transferido para o Santuário e Comunidade Nossa Senhora D’ajuda, em Porto Seguro -BA, onde permaneceu até abril de 2022. A partir de maio de 2022, foi transferido para a Comunidade Beato Gaspar, em Bom Jesus da Lapa-BA, onde se encontrava residindo ultimamente. Irmão Ivanor era apaixonado por fotografia e registrou as romarias e manifestações religiosas na Igreja de Pedra e Luz, e momentos inesquecíveis por onde passou.

Por Renata Pinho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + doze =

plugins premium WordPress