[views count="1" print="0"]

Conheça a história do santo que dá nome à fonte: São Batista

“Voz do que clama no deserto: ‘Preparem o caminho para o Senhor, façam veredas retas para ele". (Mateus 3:1-3)

Facebook
WhatsApp
Romeiros fazem pedidos e contemplam a fonte de São João Batista

A fonte de São João Batista foi construída há mais de 8 anos e é um espaço preparado para os devotos de um dos santos mais populares no nordeste. Ela está localizada ao lado dos confessionários, à direita da entrada da Gruta do Bom Jesus. Conheça a história dele:

São João Batista nasceu no dia 24 de Junho, na cidade de Aim Karim, em Israel, a 6 km do centro de Jerusalém. Filho do sacerdote do templo de Jerusalém, Zacarias, e de Santa Isabel, prima de Maria, mãe de Jesus.

Santa Isabel era uma mulher idosa e nunca havia engravidado, todos a davam como estéril. Certo dia, o anjo Gabriel apareceu para Zacarias, enquanto ele prestava seu serviço de sacerdote no templo e anunciou que Isabel teria um filho e este deveria se chamar João. Nome de origem hebraica que significa “Deus perdoa”, “Deus é misericordioso”. Nome este que já tem ligação com a mensagem que posteriormente seria pregada por ele, João Batista.

Zacarias não acreditou no anjo e ficou mudo. Pouco depois foi confirmado o que o anjo havia dito e Isabel engravidou.O anjo também apareceu a Maria, anunciando que ela seria mãe de Jesus, o nosso Salvador e que Isabel estava grávida. Maria, então, foi visitar sua prima. Chegando lá, a Virgem Maria saudou Isabel e assim que ela ouviu a saudação, o bebê que estava em seu ventre se agitou e Isabel ficou plena do Espírito Santo. Então, com forte grito, exclamou: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! De onde me vem que a mãe do meu Senhor me visite? (Lc. 1-41-43)
Esta saudação, inclusive, se tornou parte da oração da Ave Maria.

João nasceu e para avisar os parentes, diz a tradição, uma fogueira foi acesa. É por isso que ainda hoje esta tradição é mantida na data em que se celebra o santo. Ele cresceu sem provar bebida alcóolica, no deserto, com alimentação restrita. O precursor de Jesus pregava no deserto da Judéia. Ele dizia: “Arrependam-se, pois o Reino dos céus está próximo”. Por isso é aquele que foi anunciado pelo profeta Isaías:

“Voz do que clama no deserto:
‘Preparem o caminho
para o Senhor,
façam veredas retas
para ele”. (Mateus 3:1-3)

São João Batista foi o último dos profetas a anunciar a chegada de Cristo. Sua vida foi voltada a pregar o evangelho, falar da importância do arrependimento, do batismo e levar em suas mensagens um Deus amoroso, que perdoa e quer entregar a salvação a todos, mas que quer de nós uma abertura verdadeira.

Ele abriu mão da vaidade e prazeres carnais para viver uma vida de santidade e devoção a Deus.
“As roupas de João eram feitas de pelos de camelo, e ele usava um cinto de couro na cintura. O seu alimento era gafanhoto e mel silvestre. A ele vinha gente de Jerusalém, de toda a Judéia e de toda a região ao redor do Jordão. Confessando os seus pecados, eram batizados por ele no rio Jordão.” (Mateus 3:4-6)
O Batista do seu nome foi dado popularmente pelos batismos que ele fazia. Inclusive, ele também foi quem batizou Jesus.

Quão fascinante e motivadora foi a história de fé e devoção de João Batista.

São João Batista morreu decapitado no dia 29 de agosto, do ano 25 depois de Cristo. Ele é conhecido como profeta, santo, mártir e anunciador da chegada do Salvador e o único santo da Igreja celebrado no dia do nascimento.
São João Batista rogai por nós!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =

plugins premium WordPress